terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

TOP 12 - Canções de filmes [Parte 1]

Há filmes que imortalizam músicas – e músicas que imortalizam filmes. O cinema sem música não seria completo – prova é esta o acompanhar desde sua criação, já que os caricatos artistas do cinema mudo não eram apresentados sozinhos na tela, a boa música sempre esteve ali presente. Mas deixando de lado as composições instrumentais [que imensamente me agradam, desde que funcionem no filme], resolvi selecionar minhas canções preferidas do cinema.

E não foi nada fácil, apesar de imensamente prazeroso. Por ser uma pessoa que se apaga muito às coisas que realmente gosta, escolher apenas 10 músicas das 36 selecionadas no total [nenhuma de High School Musical, para os piadistas de plantão] foi de doer o peito. Aí você pergunta: “Ué, mas não é ‘TOP 12’”? Aí eu, um pouco desapontado com minha fragilidade sentimental, respondo: “Como eu não sou de ferro e meus sentimentos sempre tendem a me comandar, fui obrigado a incluir duas músicas que eram indispensáveis”. Pelo menos ainda é um TOP de número par [imagine um “TOP 13”? o_O]

As músicas selecionadas não precisavam ser originais de filme e para cada um, só poderia ser escolhida uma canção para entrar no TOP. E algo curioso que reparei: das 36 músicas escolhidas, nenhuma pertencia a filme ruim. Nada mais justo, não?

Em breve, postarei as seis primeiras do ranking – que já está definido. Por enquanto, já pode apertar o play.



12 - My Heart Will Go On
[Filme: Titanic, de James Cameron / 1997]


“O amor pode tocar-nos uma vez / E durar para o resto da vida / E nunca nos deixar até morrermos”

“Como uma música chata como essa pode estar nesse TOP?”. Se você, caro leitor, estiver se perguntando isso, não irei me surpreender e, de certa forma, te darei razão. A música é melosa; a voz da Celine Dion não está aqui para ajudar; três quartos da população [isso sendo otimista] não agüentam mais ouví-la - muito menos assistir ao filme novamente. Mas quem vos escreve é um dos que ainda acha Titanic uma das 7 maravilhas do mundo e, por mais que My heart will go on tenha suas ressalvas quanto sua qualidade sonora, esta música é um dos tantos fatores duvidosos que funcionam perfeitamente no filme. E mais: ouvindo-a agora, mais de 10 anos depois de seu lançamento, ela ainda carrega toda a atmosfera da história de Jack e Rose; é como se as principais imagens do filme estivessem injetadas na música. Tem fator mais significativo que este?


11 - Girl, You'll Be a Woman Soon
[Filme: Pulp Fiction: Tempo de Violência, de Quentin Tarantino / 1994]


“Garota, você será uma mulher em breve / Em breve, você precisará de um homem...”

Falar em canções de filmes e não citar uma obra do Quentin Tarantino é inevitável – é como estar entre amigos e não falar mal dos outros; uma coisa leva a outra. De Cães de Aluguel a À Prova de Morte, há sempre, no mínimo, uma seqüência memorável devido, entre outros fatores, ao seu fundo musical. E a cereja do bolo em uma cena de Pulp Fiction é a música de Neil Diamond, a qual ganha duas performances de Uma Thurman: uma de como dançar ridicularmente sendo engraçada; e outra de como dar uma inalada [ou “cheirada”, como preferir] em cocaína e “voltar” somente com uma aplicação de adrenalina direto no coração.


10 – Summer Nights
[Filme: Grease - Nos Tempos da Brilhantina, de Randal Kleiser / 1978]


[Danny] Eu salvei a vida dela, ela quase se afogou / [Sandy] Ele quis aparecer, jogando água pra todo lado”

Escolher uma música de Grease foi muito, muito difícil. O musical é repleto de boas músicas, mas, na verdade, sabia que no final das contas escolheria esta que é o ponto alto do filme. Summer Nights é daquelas canções agradáveis e divertidas dos anos 50, que te convidam a se mexer. Além da boa melodia, está repleta de versos subjetivos [que, contrapostos, formam um diálogo levemente engraçado] e retrata uma certa inocência daquela geração [“Levei-a pra jogar boliche / Nós passeamos e tomamos limonada”]. E os dias de hoje, hein?


09 - Singin' in The Rain
[Filme: Cantando na Chuva, de Stanley Donen e Gene Kelly / 1952]


“Eu estou cantando na chuva / Apenas cantando na chuva”

Das duas vezes em que assisti a Cantando na Chuva, em ambas, imediatamente após o término do filme, imitava [sem sucesso, é claro] o sapateado de Gene Kelly enquanto entoava alguns versos da música [também sem sucesso] – isso pelos cômodos da casa, sem chuva e sem guarda-chuva. Seja por Kelly [ou por Malcolm McDowell em Laranja Mecânica], Singin' in the rain está eternizada e sempre me traz boa sensação. È como dizem uns versos da música: “Que sentimento maravilhoso / [...] / Tenho um sorriso em meu rosto”.


08 - The Circle of Life
[Filme: O Rei Leão, de Rob Minkoff e Roger Allers / 1994]


“É O Ciclo Sem Fim / Que nos guiará / [...] / até encontrar / o nosso caminho / neste ciclo, neste ciclo sem fim”

O Rei Leão tem uma das melhores seqüências de abertura da história. E não é exagero. Apesar de ser o filme que mais assisti em toda vida, até hoje costumo me emocionar com a apresentação de Simba, pois, além de ser uma cena tão rica em sua composição e única se tratando de longa-metragem de animação, The circle of life é linda e se harmoniza perfeitamente com as imagens. Perfeito.


07 – That Thing You Do
[Filme: The Wonders - O Sonho Não Acabou, de Tom Hanks / 1996]


“Eu não posso agüentar você fazendo aquilo que você faz”

Alguém não se lembra da primeira vez em que That Thing you do tocou na rádio e os integrantes da banda saíram correndo até que todos se reuniram na loja de um dos componentes? E durante essa correria... você ficou com um sorriso no rosto? Pois é, eu também fiquei. Pena The Wonders ser uma banda fictícia. :(
Em tempo: o que é aquilo que ela faz? Hum...


11 comentários:

Bellon disse...

isso ainda vai me ser bem útil em algum trabalho da universidade :}
minha preferida é Singin' in The Rain :´)

Jul!o disse...

Aprovei todos.
E concordo com o post. Afinal, cinema é Audiovisual.O nome ja diz tudo.

E de todos, adorei Pulp Fic. e The Wonders. Tinha amigos meus que juravam que a banda era real..rsrs

Natanael Garcia disse...

Olha tem umas musicas de filmes q ficam ridiculas mesmo, mas cinema sem musica seria cruel, musica sem cinema, ai acho ja é diferente, afinal musica se faz em qualquer lugar, cinema naum...

Dααy Oliivэiirαα disse...

Parabéns pelo BLOG, muito interessante.
Bjus, obrigada pela visita (:

O Lerdo disse...

Peraí, essa é a lista do 7-12?

Imagina a 1-6!

Em tempo: Acho que "Girl, You'll Be a Woman Soon" e "The Circle of Life" foram subestimadas XD

Pelo menos, até ver a próxima lista.

O Idiota disse...

O Lerdo, eu esperava uma indagação sua, mas para "That thing you do"!

Estou surpreso. o__o

A Pscicopata disse...

Que menino sensivel,não? E tão apegado as coisas.

Mas realmente música é um tempero indispensável a qualquer filme, e o top está reunindo musicas realmente marcantes.

Estou ansiosa pra o que vem pela frente!!!

O Chato disse...

Não li... só li os nomes das músicas.
HAuioHOIAuhOAuihOAuhOIUAHoIUAHoiUHAOI

Anyway... quando será que meu post sai?

NANDO DAMÁZIO disse...

Dessas todas a que mais gosto é a música do Rei Leão, que também está entre os filmes que mais assisiti na vida !!

Ah, gostei do blog também, hehe ..
Abração e té + !! :-)

O Lerdo disse...

Chato, cadê seu avatar?

Ah, não está conseguindo colocar? Deve ser castigo por você ser tão escroto, seu "sem-coração" =P

Ah, sim, Idiota. "That thing you do" é mesmo uma das minhas favoritas, mas Pulp Fiction e O Rei Leão foram filmes muito mais "importantes" (faltou um adjetivo mais adequado).

Emanuella disse...

Achei o blog por acaso. Eu já tentei dançar "Singin' in The Rain" também e sem sucesso, a música é inspiradora. E não tem como não relacionar Titanic e "My Heart Will Go On".

Adorei.