domingo, 13 de julho de 2008

Na mesma

Semana passada, cheguei ao meu 20º aniversário - e percebo o quanto esses números são relativos.

Idade só tem valor para entrar em boates ou permitir que assista a determinados filmes no cinema.
Idade só indica se você irá para o Instituto Padre Severino ou para alguma penitenciária.
Idade te permite fazer carteira de motorista.
Idade só tem valor no papel.

Cheguei à casa dos 20. Há um tempo atrás, para mim, ter 20 anos era sinônimo de maturidade, responsabilidade, trabalho, pessoa séria e com relacionamento afetivo estável. Ok, eu me equivoquei em partes, mas são imagens que formamos quando somos crianças. Os grandes pareciam grandes demais - e eu, por mais que me achasse um tanto maduro para os meus 15 anos [santa ingenuidade!], ainda era um adolescente que freqüentava a escola e me masturbava compulsivamente com revistas pornográficas encontradas um certo dia pelo meu pai em cima do armário do banheiro.

O sexo solitário continua - ainda que dosado - e com ele muitas outras coisas.
Continuo sem barba e magrelo. Continuo dependente de um monte de coisas e pessoas. Meus sentimos permanecem ainda mais instáveis e confusos. Ainda sou repreendido pelas besteiras que faço. Continuo sem ter o melhor a dizer quando alguém pede para conversar. Ainda não estou preparado para um relacionamento sério - e permaneço receoso quanto a isso. As pessoas ainda falam para eu sair da posição onde me estacionei. Continuo inseguro para chegar em alguém desconhecido e puxar conversa. Ainda me divirto com as minhas piadinhas sem graça. Ainda faço brincadeiras infantis e tomo decisões imaturas. Continuo respondendo aos meus pais. Ainda assisto O Rei Leão e falo junto com os personagens. Ainda gosto da Xuxa. Ainda não sei o que devo fazer da minha vida. Continuo demorando para tomar decisões. Ainda me sinto pequeno e menor a muitas pessoas a minha volta.

Eu até mudei, mas permaneço o mesmo. Serei o Jefferson para o resto da vida. Serei um idiota até o último momento. Não que eu faça questão...

3 comentários:

O Lerdo disse...

Uma coisa mudou: você está escrevendo cada vez melhor ^^

De resto, vc tem razão, continua o idiota de sempre. Foi sensato da sua parte reconhecê-lo.

Jujuzita disse...

mto boom... um dia eu kero escrever q nem vcs!..rs.. bjs bjs

Dari disse...

=D

Lindo e legal...rsrs

demais!

Bj