quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Até semana passada

Até semana passada eles falavam em casamento. Eu a ouvia idealizando a cerimônia, tão empolgada porque já havia pensado tudo nos mínimos detalhes e o resultado estava como sempre desejou. Se toda a preparação da festa tivesse que começar no instante em que sua voz chegava a mim com a profunda euforia de alguém imensamente feliz e decidida, não haveria indecisão do que preparar para os convidados - que já esperavam, com a mesma certeza do casal, um casório em breve.

Até semana passada eles sabiam onde iam morar. Tinham visto a casa, que parecia ficar bonita. Não estava construída, mas uns sussurros de já dar entrada no patrimônio não era boato. Até vi rolando com um deles um papel de imobiliária. Com qual eu não me lembro, mas isso não faz diferença.

Até semana passada havia amor de verdade. E era de verdade, eu não o sentia por eles, mas posso afirmar com veemência. O sentimento ainda existe, não duvido, mas a questão agora não é essa.

Até semana passada não sabia que o tamanho da tristeza em mim seria grande ao saber dos fatos, até porque esses fatos eram inimagináveis. E cada dia mais eu quero viver tudo que eles viveram, os planos que sonharam juntos e principalmente do sentimento que zelavam pelo o outro. Tudo que anseio para mim está em processo de degradação por eles - e por muitos.

Até semana passada a vida era injusta. E bem, ela continua assim. Feliz Natal.

4 comentários:

A Vilã disse...

Poxa, eles termianram mesmo então. Que triste!!

Sabendo disso, eu me pergunto: quando que um relacionamento começa a se deteriorar até ter o seu fim decretado?
Dá para perceber ou só nos damos conta tarde demais e nada dá para ser salvo?

Acho que Vinicius tinha razão. Só é eterno enquanto dura.

jeff disse...

A Vilã, essas perguntas nem O Lerdo sabe responder. xD

O Lerdo disse...

"Até semana passada eles falavam em casamento. Eu a ouvia idealizando a cerimônia..."

Não sei por que, mas quando eu cheguei nessa parte, percebi: "ih, post do idiota..."

pena que seja com um assunto tão pouco natalino. Mas a vida é injusta mesmo, só nos resta conviver com ela.

E, fato, esse é o tipo de pergunta que eu menos saberia responder.

Jujuzita Castro disse...

ei.. axo q foi post d assunto interno neh..rs

ou eu perdi alguma coisa q eu deveria saber??? rsrs

enfim... soh posso opinar qt a pergunta da vilã neh... sendo assim, axo q se percebe qd um relacionamento comeca a tomar rumos diferentes... coisas q faziam parte da vida do casal passam a nao existir dando lugar a outras... se essas outras incomodam entao.. surgem brigas blah blah blah... daí se percebe q nao eh a msm coisa... axo q eh assim... pelo menos aconteceu assim cmg uma vez